quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Os Bancos de Leite Humano

Os Bancos de Leite Humano não são bancos de leite humano, de coleta e preservação de leite humano.
Ou pelo menos não são como os Bancos de Sangue, os Bancos de Semen, os Bancos de Dados...
Ou os Bancos comerciais do sistema financeiro...
Esses outros coletam e conservam seus produtos...
O Banco de leite também, mas não só.
E não só mesmo...
Se a gente for contar o ano de 2012, a Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano, a maior do mundo, coletou quase cento e setenta mil litros de leite de mais de cento e oitenta mil doadoras, beneficiando mais de cento e setenta mil bebezinhos em Unidades Neonatais...
Um numero impressionante, não é mesmo?
Pois é.
Mas nem de perto traduz o significado de um Banco de Leite Humano.
Cento e setenta mil litros de leite coletados e armazenados, o maior volume do mundo em leite humano, não chegam perto do que foram os mais de um milhão e novecentos mil atendimentos realizados pela rede...
Um milhão e novecentos mil atendimentos, voce leu isso?
Dez vezes mais que a quantidade de leite coletado.
Atendimentos?
Sim.
Ajuda para amamentar, ordenhar, posicionar, produzir mais leite, relactar (voltar a produzir quando a produção já cessou)...
Quase dois milhões de atendimentos realizados em 2012.
Desses, pouco mais de um mil
h
ão e trezentos mil foram atendimentos individuais, olho no o
l
ho, face a face, próximo, oportuno, como manda a regra...
Quase trezentos e c
i
n
q
u
enta mil foram atendimentos em grupo, quando a dificuldade de um encontra o caminho de outro e, como na musica, com tantos tristes querendo juntos, toda tristeza se acaba...
Atendimentos em grupo são uma experiencia pratica de superação e resultados, oportunidades que os Bancos de Leite Humano possibilitam com muita qualidade...
Mas nem é só isso...
Mais de duzentos e trinta mil visitas domiciliares foram realizadas pela rede no Brasil, o que significa que mais de dez por cento dos quase dois milhões de atendimentos foram até o usuário, numa prova definitiva de apoio próximo e oportuno...
O Banco de Leite Humano nem deveria se chamar Banco de Leite Humano, porque das coisas que ele faz, e faz muitas, a coisa que ele menos faz é coletar e guardar leite.
O Banco de Leite Humano devi
a
 se chamar Centro de Apoio à Amamentação, ou algo assim.
Misturado com as pipetas e as chamas de gás e placas de cultura bacteriológicas, o Banco de Leite Humano, em toda sua rede de 213 Bancos e 120 Postos de Coleta, totalizando 333 Unidades de Apoio e captação de leite faz assim muito mais que coletar e estocar e distribuir leite. Não se deixe enganar pelo seu aspecto laboratorial. O Banco de leite humano é humano como o colo materno e gera delicadeza e apoio à vida...
Uma mulher com dificuldades para amamentar não precisa ficar à merce de informações confusas e muitas vezes desencontradas, de diversas origens por ai. Um Banco de Leite é seu apoio e resguardo, guarida e fonte sincera de cuidado efetivo.
Cada uma das pessoas que trabalham ali tem formação suficiente para oferecer a essa mulher apoio seguro e orientação e acompanhamento próximos.
Faz assim:
Esquece tudo que você sabia sobre Banco de leite e pense:
O Banco de Leite é um lugar onde a mulher que amamenta, a que quer amamentar, a que não pode amamentar e a que quer apoiar a amamentação encontra apoio e guarida, de modo próximo, continuo e oportuno.
Um Banco de Leite é uma usina de tudo, e, acredite, até coleta, armazena e conserva leite humano, mas isso, sem duvida, é a menos coisa grande que ele faz... 

Nenhum comentário:

Postar um comentário